Ser um “Turista Consciente”

A responsabilidade de ser um Turista Sustentável.

Aproveitar o melhor de cada destino, valorizar a cultura local e contribuir com a preservação do patrimônio natural são condutas que caracterizam o turismo sustentável.

São responsabilidades que são válidas para qualquer um de nós e, não somente da alçada de entidades governamentais ou de empresas ligadas ao turismo.

A designação “turismo sustentável” surgiu no início da década de 70 do século passado, mas foi nos últimos anos que ganhou maior consistência orgânica, com a aprovação pela Organização das Nações Unidas (ONU) dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), que visam diminuir a pobreza, combater a desigualdade e a injustiça e atenuar as mudanças climáticas.

A Organização Mundial do Turismo também abraçou estes objetivos para aplicá-los no setor.


Sustentabilidade é equilibrar três pilares: desenvolvimento econômico e social e preservação ambiental. 

Observe os critérios elegíveis para se poder considerar um “viajante consciente”, segundo recomendações da Organização Mundial do Turismo, tendo por base os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU:

Objetivo 1 – Erradicação da pobreza

Compre artesanatos e produtos feitos localmente.Respeite os meios de subsistência dos vendedores e artesãos locais pagando um preço justo.


2 – Fome zero e agricultura responsável

Não desperdice alimentos. Tente encomendar ou preencher o prato com a quantidade que o satisfaça. Evite deixar sobras. Se tiver uma fruta ou um lanche que não queira, não os jogue fora.


3 – Saúde e bem-estar

Vacine-se, pois assim, além de se proteger contra doenças, ao mesmo tempo, está a evitar a propagação de doenças infectocontagiosas.


4 – Educação de qualidade

Se você conhecer uma iniciativa ou projeto social interessante durante as suas viagens, como por exemplo, relacionado aos direitos das mulheres ou sobre mudanças climáticas, compartilhe-o para que a sua rede de conhecimentos possa ter conhecimento também e aprender com ele. Aprenda a falar algumas palavras no idioma local. Isso pode ajudar a interagir com as comunidades e as pessoas locais de maneira muito mais intensa e tornar a sua experiência bem mais envolvente e interessante.


5 – Igualdade de gênero

Denuncie qualquer comportamento inadequado ou discriminatório que testemunhe durante as suas viagens.


6 – Água potável e saneamento

Informe-se sobre as condições da água, a qualidade e os problemas de escassez. Ajuste o seu consumo às necessidades e possibilidades do local. Se possível, coopere com outros grupos comunitários, empresas e companheiros de viagem em projetos hídricos para ajudar a enfrentar os desafios identificados.


7 – Energia acessível e limpa

Pesquise e, ao hospedar-se, dê preferência a locais (ou compre com empresas) que tenham práticas sustentáveis e não prejudiquem o meio ambiente.


8 – Trabalho decente e crescimento econômico

Não compre produtos falsificados ou itens que sejam proibidos por regulamentos nacionais e internacionais.Contrate guias locais porque, naturalmente, estes terão um melhor conhecimento da área.


9 – Indústria, inovação e infraestrutura

Colabore com organizações não governamentais (ONGs) e setor público para ajudar a promover o crescimento sustentável nos países em desenvolvimento. Expresse e proponha ideias inovadoras que possam revolucionar e beneficiar o setor do turismo e torná-lo mais sustentável.


10 – Redução das desigualdades

Apoie ONGs e organismos internacionais (OIs) na luta contra a desigualdade e partilhe os trabalhos e projetos para sensibilizar as suas redes. Ao escolher um guia, ou um lugar para ficar ou comer, não discrimine nenhuma pessoa e esteja aberto a considerar diferentes opções.


11 – Cidades e comunidades sustentáveis

Ande de bicicleta, a pé ou de transporte público. Guarde as viagens de carro para quando for absolutamente necessário.Traga a própria bolsa ou sacola quando fizer compras. Substitua o saco de plástico por reutilizáveis. Reduza o consumo de água e energia sempre que possível, tome banhos mais curtos e seque o cabelo ao ar livre sempre que possível.


12 – Consumo e produção responsáveis

Compre artesanato e produtos feitos localmente. Dê preferência a produtos minimamente embalados.


13 – Ação contra a mudança global do clima

Reduza seu impacto ambiental sendo um guardião dos recursos naturais, especialmente de água e florestas. Não imprima confirmações de reserva e cartões de embarque e, em vez disso, tenha cópias digitais desses documentos.


14 – Vida na água

Não jogue lixo fora dos recipientes adequados, pois isso pode poluir o ambiente marinho.Ao fazer um pedido no restaurante, certifique-se de que tenha frutos do mar de origem sustentável.


15 – Vida terrestre

Respeite a vida selvagem e os habitats naturais.


16 – Paz, justiça e instituições eficazes

Compre produtos que não sejam feitos com plantas ou animais em perigo de extinção. Pesquise o seu destino para aprender sobre as tradições e condições sociais locais. É uma ótima maneira de compreender a comunidade local e se entusiasmar pela aventura que terá à sua frente. Respeite os direitos humanos e proteja as crianças da exploração.


17 – Parcerias e meios de implementação

Promova o Código Global de Ética para o Turismo. Observe as leis e os regulamentos nacionais. Peça às autoridades locais e nacionais que se envolvam em iniciativas que não prejudiquem as pessoas ou o planeta.


Mais recomendações práticas para quem viaja:

  1. Prefira voos diretos, porque, para além de economizar o seu tempo, reduz as emissões de carbono;
  2. Evite hospedar-se em estabelecimentos construídos em áreas de preservação permanente, como beiras de rios, lagos e praias, topos de morros ou encostas muito inclinadas, restingas e manguezais e outros ecossistemas frágeis;
  3. Prefira se hospedar próximo aos atrativos que deseja conhecer para economizar em transporte e reduzir a emissão de poluentes;
  4. Leve uma garrafa de água reutilizável, em vez de comprar garrafas descartáveis e aumentar a geração de resíduos;
  5. Em ambientes naturais, recolha o lixo que produzir;
  6. Tenha cuidado especial com sacolas plásticas na praia porque elas podem voar e ser ingeridas pela fauna marinha;
  7. Ao fazer as malas escolha roupas que não precisam de ser passadas, assim é possível reduzir o consumo de energia;
  8. Para economizar água, só peça para trocar toalhas e enxoval no hotel se for realmente necessário. Isso ajuda a minimizar a estatística de que cada turista consome quase três vezes mais água do que os residentes.

Consulte-nos

EMO7ION TOUR

Experts in the Art of Travel
Especialistas em Turismo Personalizado

TRAVEL DESIGNERS

Trabalhamos com Arte,
Criamos com Paixão!

Viagens Globais Personalizadas
Parceladas em até 12 vezes!
Contacte-nos! Venha saber o quanto é EMO7IONANTE conhecer-nos!

Working with Art,
Creating with Passion!
Come along! Come learn how EXCI7ING it is to know us!

Phones, Cell & Whatsapp
+55 71 3032 0700
+55 71 99204 0661
+55 71 99334 0015

emo7ion@emo7iontour.com

Rua Fernando Menezes de Góes 73, Sala 309
Pituba, 41810 – 700 Salvador, Bahia, Brasil